Mau hálito a noite: o que fazer?

26 de Dezembro de 2017

 Mau hálito a noite: o que fazer?

Muitas pessoas sofrem com o mau hálito noturno e muitas vezes nem sabe a real proporção do odor ou do porquê ele acontece.

Um fator que pode provocar a halitose a noite e consequente mau hálito matinal é o jejum prolongado que ocorre durante a madrugada. Mas existe também outra situação que provoca a halitose matinal.

Durante o sono a quantidade de saliva diminui consideravelmente e deixa de fazer uma das suas principais funções, a de higienizar a boca, dessa forma as bactérias se multiplicam, causando o mau hálito matinal.

O que pouco se sabe é que esse mau hálito é considerado normal e que algumas simples práticas podem ajudar você a diminuir o odor mesmo durante a madrugada.

Acompanhe o texto e descubra como!

Higiene Bucal

Uma limpeza completa na boca é sempre a melhor solução, e para evitar que as bactérias façam a festa, é importante ter hábitos saudáveis desde a hora em que acorda, até o momento de ir dormir.

O mínimo que deve ser feito todos os dias é a escovação correta depois das refeições, o uso do fio dental para limpar aquelas partes mais difíceis de alcançar, além da limpeza da língua. Contudo, se você quer mesmo ter um hálito fresco e não fazer feio nem mesmo na hora de dormir é necessário dar a devida atenção a língua, gengivas e dentes.

As bactérias se alimentam dos restos de alimentos e pelezinhas descamadas dos lábios e bochechas que ficam na boca. Por isso, quanto menos rastros você deixar, menos chances elas têm de se proliferarem e causarem o mau hálito.

Assim, a dica é: Capriche na escovação, uso do fio dental e limpeza da língua todos os dias!

E a garganta preciso limpar?

Além da língua, dentes, gengiva, a sua garganta também merece cuidados. Isso porque, às vezes, pequenos flocos brancos ou amarelados chamados cáseos amigdalianos se formam nas amígdalas, que têm um odor extremamente forte e desagradável se forem expelidos e apertados entre os dedos.

Por isso, uma boa medida é fazer gargarejos e bochechos com um enxaguante bucal sem álcool ou lauril sulfato de sódio, substâncias que prejudicam o hálito, como o enxaguatório bucal Halitus, desenvolvido para essa finalidade1. Esse procedimento ajuda a remover os cáseos amigdalianos e inibir sua formação, bem como ajuda a levar embora vestígios de comida que ficaram na boca ou garganta.

Dicas para combater o mau hálito

É mais comum que o mau hálito ocorra a noite, contudo, pode acontecer em vários outros períodos do dia, por isso, para aumentar a sua confiança e não viver refém da halitose veja agora algumas dicas de como evitar o mau odor bucal durante todo o dia.

1- Beba água: Se o mau hálito matinal se manifestar, mantenha sua higiene bucal em dia e hidrate-se mais do que o habitual. Às vezes, a desidratação ou pouca hidratação, pode fazer com que aumente as chances do mau hálito aparecer.

2- Use a escova de dentes como sua aliada (falando nisso, lembre-se de trocá-la pelo menos de 3 em 3 meses): faça uso regular pelo menos 3 vezes durante o dia, sempre se atentando as áreas de difícil acesso, pois é lá que as bactérias que causam mau hálito adoram se esconder.

3- Uso do fio dental: é essencial para complementar a limpeza dos dentes e gengiva, alcançando locais onde a escova de dentes não chega.

4- Limpeza da língua: é essencial limpar a língua diariamente, para a manutenção de um hálito fresco e agradável.

5- Mantenha visitas regulares ao seu dentista: Nada melhor do que um dentista e procedimentos de limpeza e prevenção constantes, para conquistar e manter uma boca saudável.

Enfim, para noites tranquilas e para ter um hálito fresco, siga as dicas e fique atento sempre a saúde de sua boca, para que com isso consiga o seu melhor sorriso!

E não esqueça: se com as medidas acima seu hálito não ficar fresco e agradável, consulte um profissional qualificado no tratamento da halitose2!

Referências:

1- Conceicao MD, Marocchio LS, Tarzia O. Evaluation of a new mouthwash on caseous formation. Brazilian journal of otorhinolaryngology. 2008;74(1):61-7.

2- Para obtenção do diagnóstico correto sempre será necessária a consulta a profissionais qualificados no tratamento da halitose. Encontre esses profissionais nos sites www.clinicahalitus.com.br; www.mauhalito.com/encontre-profissionais-perto-de-voce; www.abha.org.br; www.crosp.org.br/; cfo.org.br/.

Compartilhe